Surfistas voltam ao mar e ambulantes limpam barracas após flexibilização em Cabo Frio, no RJ

Praia do Forte ficou movimentada, apesar de a temperatura ter atingido os 19º neste sábado (4).

Pessoas sem máscara no calçadão desrespeitaram regras e banhistas que não praticavam esportes aquáticos foram retirados da faixa de areia pela fiscalização.

Homem sem máscara no calçadão e pessoas na faixa de areia desrespeitam decreto em Cabo Frio, no RJ Paulo Henrique Cardoso/G1 A manhã deste sábado (4), primeiro dia da nova flexibilização da quarentena em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, foi marcada por movimento intenso na Praia do Forte.

Apesar do frio e do vento, pessoas caminharam sem máscara no calçadão e banhistas tiveram que ser retirados da faixa de areia. Na Praça da Cidadania, vendedores ambulantes se prepararam para a reabertura, permitida pela Prefeitura em decreto.

A cidade tem 943 casos confirmado da doença, e 44 pessoas morreram pela Covid-19. A mais recente determinação da Prefeitura permite a prática de esportes aquáticos, como surfe, bodyboard e canoagem.

Surfistas aproveitaram a ondulação e pegaram onda na Praia das Dunas.

Banhistas desautorizados caminham pela praia em Cabo Frio Paulo Henrique Cardoso/G1 No entanto, pessoas que não praticavam os esportes liberados pelo município caminhavam livremente pela faixa de areia.

A permanência no local é proibida por decreto do município para combate ao coronavírus.

No calçadão, diversas pessoas caminhavam sem máscaras, que são obrigatórias do município; o descumprimento da regra pode gerar multa de R$ 106. A reportagem da Inter TV ficou na praia por 5 horas.

Somente depois das 10h30, a equipe registrou a chegada da fiscalização, que orientou os cidadãos sobre o uso de máscaras.

Às 12h, agentes da Guarda Marítima e Ambiental conversavam no calçadão, enquanto banhistas descumpriam o decreto bem na frente do fiscalização, como mostrou ao vivo o RJ1. Em nota, a Prefeitura informou que "os agentes da Guarda Civil Municipal, Ordem Pública e Mobilidade Urbana realizam fiscalizações constantes com intuito de orientar e garantir a saúde da população cabo-friense".

O comunicado afirma, ainda, que "mais importante é a conscientização da população que deve evitar aglomerações, permanecer em casa e respeitar as determinações do decreto que visam coibir a disseminação do novo coronavírus". Retorno dos ambulantes Ambulantes retomam atividades em Cabo Frio Paulo Henrique Cardoso/G1 O novo decreto também permite, a partir deste sábado (4), a atuação dos permissionários nas praças e ruas da cidade, seguindo regras de higienização e distanciamento social.

Os vendedores ambulantes das praias seguem proibidos de trabalhar. "A gente tá sem sentindo desassistido pela Prefeitura.

Distribuíram cestas básicas, mas não chegou pra todo mundo.

Estamos sem trabalhar, sem auxílio e sem renda.

Vem sendo muito difícil sustentar a família assim", afirmou Luciano Mello, presidente do Sindicato dos Vendedores Ambulantes de Cabo Frio. Os ambulantes da Praça da Cidadania, que puderam retomar as atividades, tiraram a manhã de sábado para limpar e preparar os boxes para o atendimento com o mínimo de risco de contaminação pela Covid-19.

Eles disponibilizarão álcool 70% em gel e não trabalharão com self-service. Questionada sobre a reclamação da falta de assistência, a Prefeitura informou que o auxílio já está sendo dado pela Secretaria de Desenvolvimento Social na forma de cestas básicas. Rede Hoteleira Os hotéis de Cabo Frio devem voltar a receber turistas a partir do dia 15 deste mês.

A liberação parcial dos meios de hospedagem para turismo de lazer foi anunciada pela Prefeitura nesta quarta-feira (1º), junto com outras medidas para a retomada gradual da economia do município. Para a chegada de turistas à cidade, o acesso a veículos de passeio será permitido.

Os ônibus e vans de fretamento, no entanto, ainda não poderão entrar no município. Veja outras notícias da região no G1 Região dos Lagos. Initial plugin text
Categoria:RJ - Região dos Lagos